Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra

NATAL DO RANCHO ENCERROU NA VILA AS COMEMORAÇÕES DOS 75 ANOS

O ano de 2016 e as comemorações do 75º aniversário, não podiam terminar de melhor forma para a Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra (CCPS). A ideia era boa, a possibilidade de a executar também.

 

Partida marcada às 7h30 do Sr. Roubado, Odivelas. Ali, o grupo começou a tomar forma. Com a passagem pelo Campo Grande, ficou quase completo. Fez-se então a viagem bastante agradável até Pampilhosa da Serra, ao som das concertinas, dos risos, e das quadras de cantadores e cantadeiras improvisados, bem à maneira da personalidade do grupo. Por volta as 11:00 horas, o autocarro estacionou na zona industrial pampilhosense, onde os elementos do grupo trocaram de roupa. Já trajados, seguiu-se a curta viagem até à vila, onde se encontrou com os elementos a residir em território pampilhosense, Manuel Reis, Manuel Ribeiro e Luís Filipe. Rapidamente, e até porque o tempo já começava a apertar, o grupo formou junto à Câmara Municipal, e seguiu em silêncio até ao adro da igreja. A ideia era fazer uma atuação no final da missa, apanhando os crentes de surpresa à saída da Igreja, e atuando para os mesmos, fazendo lembrar os bailes de antigamente que tinham lugar à porta das igrejas e/ou capelas, um pouco por todo o concelho. Começou-se a tocar quando as primeiras pessoas começaram a sair da missa. Era meio-dia. O rancho proporcionou fantástica atuação, presenteando os pampilhosenses com as memórias dos seus antepassados, e mesmo de alguns que ali conseguiram retratar a sua infância. Tão bem representado, o grupo inclusive fez algo inédito em atuações: na moda mais forte do seu reportório, Vira do Meio, dividiu-se em duas rodas, algo que se fazia nos bailes e ainda hoje se faz, quando a afluência no terreiro é tanta que não permite albergar no mesmo espaço tanta gente. Cada moda foi fortemente aplaudida pelos presentes, numa atuação que surpreendeu e arrancou imensos sorrisos.

De salientar que houve oportunidade de estrear em palco 3 novos elementos do rancho. Emília Fernandes (Ribeiro e Folgares), Melissa Correia (Carvoeiro) e Diogo Dias (Coelhal e Malhadas da Serra) estrearam-se em atuações com o grupo, subindo trajados ao palco e mostrando os frutos do muito trabalho que têm tido (e que o ensaiador lhes tem dado!) nos ensaios. E como é hábito, não há estreia sem batismo, momento sempre acompanhado de aplausos e risadas. Terminada a atuação, e antes de sair do terreiro, os elementos do rancho posicionaram-se na escadaria, à frente da igreja-matriz, enquanto eram tiradas várias fotografias de várias máquinas. Um quadro muito bonito, cheio de sentido, para mais tarde recordar.

Findo todo o espetáculo, o grupo dirigiu-se à antiga resineira, para ali fazer o seu almoço de Natal. Desta vez, coincidindo com o encerramento das comemorações dos 75 anos da Casa do Concelho, um almoço de Natal em território pampilhosense era o melhor que se podia desejar.

 Muito bem recebidos pelas funcionárias da Santa Casa da Misericórdia, que desde já merece os nossos parabéns, a sala encheu com elementos do rancho, alguns acompanhantes e convidados. Excecionalmente, e como entre amigos não há protocolos, procedeu-se a uma muito breve sessão de discursos.

D. Anabela, em representação da Associação das Casas Regionais em Lisboa (ACRL), congratulou o rancho, e relembrou a parceria entre a ACRL e a CCPS, onde os eventos da primeira sempre contam com os grupos da segunda, nomeadamente Rancho e o Grupo de Concertinas “Os Serranitos”. Desejou um feliz Natal a todos, e continuação de muito sucesso para o rancho.

José Ferreira, presidente da direção, referiu que o grupo era motivo de orgulho para a Casa, a par do jornal Serras da Pampilhosa. Disse que desde o início que era sua ideia realizar aquele almoço ali, em Pampilhosa da Serra. Finalizando a sessão, José Brito, presidente da Câmara Municipal, enalteceu o trabalho que é reconhecido ao rancho, que representa o concelho de Norte a Sul do país. Referiu ainda que a Câmara tenta sempre acompanhar o trabalho e os eventos do rancho, principalmente os almoços de aniversário e de Natal. Terminou, desejando aos elementos o rancho um feliz Natal, elementos esses que tem o prazer de conhecer pessoalmente, fruto do são convívio que, dia a dia (ou verão a verão), se vai tendo. O almoço decorreu de forma muito agradável, muito bem confecionado pela cozinha da Santa Casa.

E como ainda havia tempo, mais uma vez o rancho decidiu fazer outra surpresa. Através de ideia do Carlos Machado, personalidade conhecida no seio pampilhosense e responsável pelas infraestruturas do Estádio Municipal, os elementos do rancho seguiram até ao estádio para apoiar o Grupo Desportivo Pampilhosense, num jogo que decorria contra o Condeixa (notar que o nosso Pampilhosense venceu por -2-0!). O rancho fez notar a sua presença, puxando em voz alta pelos jogadores da equipa, e modéstia à parte, metendo os adeptos da equipa adversária no bolso!

Seguiu-se viagem de volta a Lisboa. O ensaiador André Mendes e o diretor José Antão aproveitaram para agradecer a todos os elementos do grupo, enaltecendo não só aquela fantástica atuação, como as várias dezenas que aconteceram ao longo do ano. Mostraram-se orgulhosos pelo fantástico grupo que existe no momento, e desejaram um ano 2017 pelo menos tão bom como o de 2016. Aproveitaram, ainda, para agradecer à Direção da CCPS pela concretização da viagem, e à D. Anabela, em representação da ACRL, pela estreita cooperação com a Associação. De seguida, procedeu-se à habitual troca de prendas, desta vez dinamizada por uma ideia da Emília Fernandes, elemento do rancho, dinamização essa de pôr toda a gente a cantar as quadras e músicas do rancho, enquanto que os presentes eram distribuídos por todos.

Foi realmente um ano em cheio para o Grupo Etnográfico da CCPS, com um total de 54 atuações do Rancho e dos Serranitos ao longo destes 12 meses, sempre acompanhadas de profissionalismo, brio e espetacularidade.

O Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra e os Serranitos deixam votos de um Próspero ano 2017 a todos os associados, pampilhosenses e familiares, e como alguém um dia disse: “Façam o favor de serem felizes!”.

André Mendes

Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra todos os direitos reservados

webmaster

Top Desktop version

Este Website usa Cookies ..... Ver Politica e Privacidade