Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra

Assembleia Geral da Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra 2016

  • Aprovados o Relatório e Contas, Plano e Orçamento para 2016
  • Discutidas as comemorações dos 75 anos de fundação

Contando com a presença de cerca de três dezenas de associados e representantes de coletividades regionalistas filiadas, realizou-se na tarde de Domingo, dia 31 de janeiro de 2016, pelas 15:00 horas, a assembleia geral ordinária da Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra (CCPS), na sua sede em Lisboa.

 

Sob a presidência de João Ramos, iniciou-se a sessão com a leitura e aprovação das duas atas anteriores, entrando-se de seguida no primeiro ponto da ordem de trabalhos, que constava na apresentação do Relatório e Contas do exercício de 2015, tendo na ocasião o presidente da direção José Ferreira, feito uma síntese daquele documento e prestado todos os esclarecimentos pedidos pelos associados.

Como nota prévia à sua apresentação, José Ferreira justificou ausência do diretor do jornal Serras da Pampilhosa, Armindo Antunes, que não pode estar devido a problemas de saúde, esperando rápida recuperação. Salientou a atividade da estrutura etnográfica da CCPS, designadamente a vitalidade extraordinária do Rancho Folclórico da casa com cerca de 50 elementos a participar, assim como, o elevado número de atuações quer do Rancho quer do Grupo de Concertinas “Os Serranitos” e Grupo de Bombos, tendo a direção o maior carinho por todos os seus elementos e agradece a sua disponibilidade.

Relativamente ao jornal Serras, José Ferreira aludiu ao período difícil que o mesmo atravessa em virtude da doença do seu diretor, estando a ser assegurado pelo diretor adjunto, Carlos Simões, por António Rosa e Beta Vicente, aos quais agradeceu a colaboração e esforço.

O presidente da direção mostrou-se ainda agradado com o facto de ter sido cumprido o plano de atividades para o ano de 2015, apesar de algum desequilíbrio nas contas, em virtude das receitas de donativos para o jornal só darem entrada durante o mês de janeiro de 2016, não sendo situação preocupante para a CCPS.

Relativamente a este tema o associado Paulo Almeida alertou para algumas despesas que, na sua opinião, poderão vir a ser reduzidas. A este propósito o presidente da direção disse estar atento e ter feito todas as tentativas nesse sentido.

Seguidamente foi emitido parecer favorável do Conselho Fiscal pela voz do seu presidente José Carlos Silva e, por proposta daquele órgão, o Relatório e Contas foi aprovado por unanimidade, tendo sido aprovados ainda Votos de Louvor à Direção, ao diretor e colaboradores do Jornal Serras da Pampilhosa e ao Rancho Folclórico da CCPS.

Antes de se passar ao ponto seguinte, e por proposta da mesa, foi aprovado um Voto de Pesar pelos associados falecidos e os presentes guardaram um minuto de silêncio em sua memória.

Seguidamente, foi dada a palavra à direção, que apresentou o Plano de Atividades e Orçamento para 2016, no qual foram apresentadas as principais linhas de ação que no entender da direção deverão nortear a atividade da instituição, designadamente as atividades que anualmente vêm fazendo parte da vida da CCPS. Contudo, o presidente salientou que este ano a CCPS comemora 75 anos de fundação. Considerou um marco histórico que deverá ter atenção e comemoração especial, sendo anunciado em breve os moldes em que essa comemoração se irá realizar, sendo a data de 1 de junho o dia do aniversário.

No referido Plano mantêm-se a realização do almoço comemorativo do 31º aniversário do Rancho a realizar a 20 de março, o 3º Encontro de Concertinas durante o mês de abril, a realização do Torneio de Futsal Inter-filiadas em abril e maio, um torneio de Sueca e magusto em novembro, bem como o Almoço Comemorativo do 75º aniversário da CCPS e 17º do jornal Serras da Pampilhosa.

Durante este ano a direção pretende ainda a dinamização das parcerias com entidades locais e com as filiadas, a manutenção e reforço da atividade da estrutura etnográfica com o Rancho, o grupo de concertinas “Os Serranitos” e o grupo de Bombos, a manutenção da publicação do jornal Serras e a manutenção da abertura regular das instalações da sede. Para além destas iniciativas outras se poderão juntar, associadas à programação das comemorações dos 75 anos de fundação.

O Plano de Atividades e Orçamento foi aprovado pela assembleia, entrando-se de seguida no último ponto da ordem de trabalhos, destinado à apresentação de assuntos de interesse geral, tendo vários associados deixado as suas opiniões perante o pedido de mobilização de todos para as comemorações dos 75 anos, assim como ideias tendo em vista o equilíbrio financeiro.

Júlio Cortez Fernandes lembrou a fundação da CCPS em 1941, como um ato de extrema importância para a continuação da existência do concelho de Pampilhosa da Serra, tendo mesmo sido fundada com esse grande objetivo, face às ameaças de extinção por parte do Estado. Por ter sido um ato político de grande importância na época, lembrar a primeira direção deverá ser um ato com relevância nas comemorações. Para José Carlos Silva a autarquia pampilhosense deverá também ser envolvida nestas comemorações.

Carlos Simões voltou ao tema do jornal Serras, informando da situação atual da sua elaboração. Alertou para a dificuldade em angariar notícias, sendo da opinião que as coletividades deveriam ser mais participativas enviando noticias das suas atividades e das suas aldeias. José Carlos Silva alertou para a necessidade de se baixarem os custos do jornal, sendo Carlos Simões da mesma opinião, mostrando-se defensor de uma reformulação da dimensão e formato do mesmo. Tendo em conta as dificuldades financeiras do jornal, Jorge Morais lançou a ideia de ser feito um levantamento das empresas e comerciantes do concelho, com a finalidade de colocarem um pequeno anuncio uma vez por ano, por exemplo pelo Natal, com a finalidade de angariar fundos para fazer face às despesas. No mesmo sentido Isaura Fernandes defendeu a realização do tradicional leilão no almoço de aniversário do jornal para angariação dos necessários fundos.

Júlio Cortez lançou ainda o repto para que seja feita a digitalização do arquivo da CCPS, lembrando que poderá haver entidades que apoiem essa importante tarefa de preservar a história da instituição. No que se refere ao jornal Serras, o associado defendeu a manutenção do jornal em formato papel, sem prejuízo da sua edição online.

Não havendo mais nenhum assunto a tratar, eram 17:00 horas o presidente da mesa deu por encerrada a sessão, ficando assim a direção com valiosas indicações para ter sucesso na sua atividade em 2016, um ano com carga simbólica importante com as comemorações das suas Bodas de Diamante, e nas quais a direção pretende o envolvimento de todos os pampilhosenses.

Carlos Simões

Casa do Concelho de Pampilhosa da Serra todos os direitos reservados

webmaster

Top Desktop version

Este Website usa Cookies ..... Ver Politica e Privacidade